Trachtentaschen: as bolsas em trajes da Baviera

Por Claudia Santana

Mulheres e suas bolsas: parceiras inseparáveis! E é lógico que no meio folclorístico isso não seria diferente. Nós amamos as bolsas que fazem parte do traje, sejam elas de pano, feltro, couro ou de vime.

Nem todos os trajes possuem em suas descrições detalhes sobre a bolsa que se deve portar ao usá-lo, mas ela deve combinar com o estilo e a época da vestimenta.
A mais clássica é a Beuteltasche. Sabe aquele pretinho básico que combina com tudo! Pois essa é a definição perfeita para essa bolsa. Ela pode ser de crochê ou de pano, simples ou bordada com ouro e prata.

Contudo, ela é pequenininha e às vezes não dá para carregar tudo o que precisamos nela. Então é preciso apelar para modelos maiores, como por exemplo a Metzgertasche – bolsa de açougueiro. Como o próprio nome já diz, ela tinha como função carregar as facas afiadas que seriam usadas no abate dos animais e por isso precisava ser grande e resistente. Quando feitas de couro, muitas delas recebem um minucioso bordado de Federkiel.

No entanto, a que eu amo mesmo é a cestinha de vime – Trachtenkorb. Admito que ela é pouco prática: enrosca no avental do traje, não dá para pendurar na cadeira e na hora de guardar não cabe em nenhum armário! Mas quem se importa?! É nessa bolsa estilosa que eu exibo como troféus as minhas Tanzzeichen.
Tanzzeichen são os penduricalhos que são entregues no começo de um baile folclórico e que precisa ser usado durante toda a festa para mostrar que você pagou a entrada. No final ele vai para a cestinha!

Meu bem, isso agrega status! 😉 Quanto mais coisinhas penduradas na cesta, mais bailes você frequentou.

Algumas são verdadeiras jóias! Produzidas com muito carinho e em muitas hora de trabalho que até dá um dó de carregar por medo de perder ou quebrar. Todo tipo de material pode ser usado para fazer as lembrancinhas: tecido, algodão, cascas, madeira ou couro. Eu já tive uma que foi feita à partir de uma massa à base de sal! Muitas vezes eles se referem ao evento, trazendo imagens de dançarinos, peças de traje, símbolos ou mesmo o brasão do grupo.

Se a Tanzzeichen faz parte do traje oficial ou se vem de longa tradição ninguém soube me dizer, mas provavelmente não. Segundo relatos ele surgiu apenas nos anos 60 nos bailes da Baviera. Bem, esse costume talvez nunca tenha sido mencionado em uma descrição de traje, mas é fato que novos hábitos podem sempre surgir e quando dão certo fazem parte de rituais por vários séculos. Vida longa ao Tanzzeichen!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>