Quadrilhas… uma introdução

Por Denis Gerson Simões.

Quando se fala em quadrilha as pessoas logo imaginam um conjunto de mafiosos armados, criminosos fora da lei. Contudo, não se trata desse tipo de quadrilha da qual se está falando aqui, mesmo que o nome venha de um elemento comum: a referência ao número quatro (4). O nome faz referência a um grupo de quatro ou mais pessoas.

Sobre as danças de quadrilhas veja o que publicamos na Coluna da Tanzfest de julho do ano passado:

Observando as danças populares alemãs, verifica-se que uma formação muito utilizada é a das quadrilhas. São coreografias que se constroem com quatro pares, destacadas na grande categoria das contradanças. Nas tradições alemãs geralmente os pares estão dispostos em cruz, círculo, fileiras de casais – de lado ou frente a frente.

No alemão a palavra utilizada é Quadrille, que vem do francês. Está associado a esse termo também quadrado e quadra, destacando as danças que formam-se com quatro cantos – Viereck. Outras denominações convencionais são Kontra, Konter, Kunter, Contra e Achter.

Uma curiosidade é que uma quadrilha pode ter mais de quatro pares. Há a opção de ter um excedente, com cinco – quando se agrega um casal ou indivíduo a mais – a exemplo do Kegelquadrille; entretanto, mantém-se a formação principal em formato de cruz. Já as Doppelquadrille tem 8 pares, sendo basicamente duas contradanças que dialogam entre si e mantém as formações tradicionais.

Outros exemplos: Schlunz, Kontra mit Plü, Sünnros, Schüddel de Büx, SauerländerQuadrille, Wolgaster, Sechsertanz, Holsteiner Dreitour.

No entanto, tome cuidado com as denominações: é importante perceber que nem todas as danças que tenham quatro casais são necessariamente quadrilhas. As formações fazem muita diferença.

Foto: Formação inicial básica de uma quadrilha; Tanzfest POA, 2016.

Desvendando a descrição (4): Kontratanz / Artländer Konter

A Kontratanz é uma dança que segue a estrutura básica das quadrilhas do norte da Europa. Vem de Niedersachsen, especificamente de Artland, microregião pertencente à Grande Osnabrück. Por esse motivo também tem como nome Contradança de Artland, ou Artländer Konter.

FORMAÇÃO INICIAL: Quatro pares em formação de cruz, em Posição Aberta (offene Fassung): par 01 de frente para os músicos, par 02 à sua frente, par 03 à sua direita e par 04 à sua esquerda.

PASSOS: caminhado (Gehschritt) e galope (Galoppschritt). Quando não dizer que passo é, fazer caminhado.

  • 01-08: Círculo dos quatro pares, caminhando no sentido horário;
  • 01-08: Círculo dos quatro pares, caminhando no sentido anti-horário;
  • 09-12: Em posição aberta, pares 01 e 02, indo em direção um do outro, dão 4 pequenos passos para o centro do círculo e cumprimentam-se. Retornam de costas quatro passos até seus locais iniciais;
  • 13-14: Pares 01 e 02 desfazem as posições (soltam as mãos) rapaz e moça do par ficam frente a frente a frente e de lado para o contrapar. Indo para o meio, fazem três (3) galopes e um pulo final, estando, então, no local do contrapar (moças passam por dentro). Refazem posição aberta.
  • 15-16: O rapaz conduz a moça e o par gira meia volta.
  • 09-16: Repete, agora voltando aos seus lugares originais;
  • 17-20: rapaz e moça do par engancharão braços direitos e, no lugar, darão uma volta no sentido horário.
  • 21-24: Desfazem a formação. a moça segue para o próximo rapaz andando para o sentido horário do círculo, rapaz vai para o lado oposto. Engancham com o braço esquerdo, agora dando uma volta para anti-horário.
  • 17-24: repete as figuras anteriores, mas seguindo para os próximos pares. Chegará até o seu par, mas estará na posição do contrapar.
  • 25-32: Pares 03 e 04 fazem o mesmo que o 01 e 02 fizeram nos compassos 09-16, indo e voltando.
  • 01-08: Variantes (dados abaixo);

VARIANTES

Nas contra-danças uma característica é sua repetição. Geralmente ocorrem 3 ou 4 recomeços. O que varia de uma vez para outra são os primeiros tempos, tradicionalmente iniciados por um círculo (na Kontratanz os compassos 01-08 com repetição). Nesta dança utilizam as variantes clássicas de uma quadrilha. Veja abaixo as desta coreografia:

  • Variante 01} 01-08: Cada par, no seu lugar, forma um círculo – com as mãos dadas – e andam no sentido horário e, depois 01-08 no sentido anti-horário;
  • Variante 02} 01-08: Círculo das moças – Elas se encontram no centro da quadrilha e formam um circulo de mãos dadas. Caminham horário e 01-08 anti-horário;
  • Variante 03} 01-08: Moinho dos rapazes – Eles vão ao centro e com o braço direito esticado pegam o pulso do da frente. Vão horário e 01-08 voltam anti-horário.
  • Variante 04} 01-08: Círculo Final –  Círculo caminhando no sentido horário e 01-08 retorna anti-horário;

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>